Existência Relativa

26 de September de 2008

Filed under: Uncategorized — Mãe de 04 @ 3:05 AM

Para me ver de corpo inteiro procuro reflexos já que em casa preciso me enquadar em espaços não muito confortáveis. Não reclamo, é melhor assim, já que Narciso foi embora e me deixou apenas com uma sacola metade repleta de ego.

Virei um porta moedas o que me fez sentir um tanto intelectual na área da economia. É como se, para porca, só me faltasse o buraco nas costas e um na barriga, já que em matéria de formato eu estou quase chegando lá, – desvantagens da falta de admiração vertical.

E penso humildemente, oh quanta putaria! Existe um momento desnecessário entre o desejo e a ambigüidade? Existe em algum lugar o caralho da necessidade de entendimento coletivo ou isso foi tudo apenas um sonho?

Ando sonhando com parasitas e isso muito me preocupa. Acordo suada, vou fazer xixi apenas pela vontade de esquecer o tal cinema mudo que se passa dentro de mim. Aqueles sons me deixam atordoada. Acordei com o ouvido zumbindo. É silêncio demais pra mim… cof!

Eu preciso comprar um espelho.

Advertisements

Leave a Comment »

No comments yet.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

Blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: